Ed

>>Oi jimmy !!
Bom , só basta dizer que o Jimmy é o maior guitarrista que já vi na praia do fusion/jazz ao vivo, cada vez que o ouço aprendo, aquelas coisas que gringo gostaria de ter e o figurão aqui tem !!!
super abraço ao integro e super brow!!!

Tulio Regis


>> Era muito bom ser adolescente no início dos anos 90 e foi muito bom acompanhar todo o início do Movimento Gospel no Brasil, assistir aos shows do Oficina G3 com o Manga e o Túlio nos vocais, os solos fantásticos do Juninho, o teclado do Woody, o sax do Jonathas que dava um toque suave em meio a tanta distorção, misturada com a pegada forte das baquetas do Walter,e o Maradona nem se fala sempre na dele e conduzindo o baixo de uma forma firme e versátil. Mais tudo isso se tornava diferente com os toques refinados e a performance misturado com o bom gosto do Jimmy que fez com que o rock pesado do Oficina G3 se tornasse original e como poucos se manter no topo até hoje.

Carlos Rimonatto


>> Fala Jimmy!

Conheço o Jimmy há muitos anos, já tocamos juntos no Oficina G3 e posso dizer que ele é dono de um grande talento e também de um grande coração! Valeu Jimmão!!
Abração Jimmy!!!

Deus te abençoe, mano!

Juninho Afram


>> O que dizer desse grande guitarrista?
Às vezes é difícil falar algo diferente pensando no Jimmy, uma vez que ,
adjetivos são muitos e muitas são as qualidades do próprio, então certamente
em outros depoimentos já foram citados muitos desses.
O Jimmy é um músico que possui o que há de mais valioso num GUITAR HERO :O
FEELING.
Tocar com técnica é magnífico mas com treino se consegue tal feito, já
tocar com sentimento não há escola que ensine, muitos tentam mas não soam
com veracidade, somente os iluminados possuem essa dita qualidade, e o Jimmy
é um desses iluminados.
Parabéns Jimmy por nos brindar com suas notas melodiosas e com o sentimento
que um GUITAR HERO de verdade deve ter.
Que Jah continue te iluminando e colocando as notas em seu coração, para
que seus dedos execute-as com total precisão e bom gosto.

Zé Henrique ( MACACO PREGO )


>> Se sou um guitarrista hoje, muito da minha inspiração veio das mãos do meu grande amigo Jimmy. Ele foi um dos primeiros caras que eu vi tocar, e que até hoje carrego comigo nas minhas boas lembranças musicais. Talento, humildade e criatividade, são palavras adequadas para esse cara tão especial e batalhador. Um abraço Jimmy!

Marcinho Eiras


>> James Conway, um grande guitarrista com estilo totalmente próprio, com musicas inconfundiveis no seu estilo de tocar
Grande amigo de todas as horas e parceiro de vários projetos musicais, Tocamos juntos em algumas ocasiões, e com certeza foram as melhores pelo aprendizado mutuo, e pela musicalidade, em suas musicas, algumas das quais tive a oportunidade de tocar, conseguimos exprimir o que tem de mais puro dentro de nós, mantendo sempre o exelente gosto musical, que vem impresso como marca registrada em seus trabalhos. Um grande e forte abraço, de um grande fã , amigo e parceiro

Ricardo Bisan


>> Meu brother, estou muito feliz por você, pelas suas conquistas, me sinto honrado em fazer parte da sua história, olha aí a minha dedicatória:
O Jimmy é (Pegada x Interpretação + Lirismo) = Gênio

Jussa


>> O Jimmy é meu Amigo do Coração...Nos conhecemos a mais de 20 anos...além de ser um gênio da guitarra é também uma pessoa totalmente "do bem"...

Jonathas C. Batista "Natinha"


>> A primeira coisa que me ocorreu ao ouvir o Jimmy pela primeira vez foi "light fingers" (dedos leves); a leveza da sua paleta,carregada
de cores e tons, deixa claro que para o velho Jimmy a técnica pouco aproveita, se não acompanhada da sensibilidade, da emoção, e isso é notável em seu requintado estilo.

Abração meu brother,

Pr Luiz Carlos Leite


>>Falar do James é fácil. Um cara calmo e que possui grande habilidade em suas mãos.
Musicalmente falando: Único! Consegue com facilidade e muitas vezes involuntariamente, criar "levadas" com sua percurssiva mão direita que passeiam do jazz ao swing latino. Suas raízes norte-americanas "brotam" em suas músicas como uma árvore de influências. Seu sucesso é inevitável, pois talento e personalidade na sua guitarra é a fórmula certa a qual ele tem de sobra.
Com certeza minha grande influência, pois temos gostos em comum: acordes e ritmos.
Parabéns pela sua pessoa, seu astral e sua inclassificável música.


Seu fã e amigo Fabiano.


>>Bem.... é o meu maridão.... Alem da musica, tem outros talentos e qualidades que admiro muito. É uma pessoa especial que vive e pensa de uma forma singular. É um bom profissional na área que atua, e um excelente artesão. Sua habilidade manual é incrível.Eu sempre digo, que a sua mão é abençoada.` Agora, falando em música.....Ele simplesmente, toca muito, é um grande musicista.Admiro muito o seu trabalho musical, bem como sua determinação, em ter o seu trabalho reconhecido. Agora o que mais me encantou no Jimmy foi a sua fé em Deus, pois foi ele que me levou a conhecer Jesus Cristo.

Beijos

Liza Conway


>>Bem, com o Jimmy o papo é outro, ele tem estilo próprio e marcante.Além do extremo bom gosto e tocar muito.Sei que ele já ouviu de tudo um pouco.Eu particularmente acho que com a sua saída do Oficina G3, a banda perdeu de ter um estilo próprio.Grande Jimmy.....

Saudades. Abraços Giba - músico


>>Se você gosta de solos da moda, vá ouvir outros guitarristas.Mas se gosta de músicas interessantes, ele é o cara. É um excelente guitarrista, mas o seu forte é compor, sua criatividade é admirada e reconhecida por grandes músicos.

Valeu, força - Márcia - compositora


>>Sempre o admirei. Sua personalidade forte e marcante, chega até a atrapalhar a sua carreira musical.Não vejo ninguém fazendo nada parecido com as sua musicas, aqui no Brasil. Vá embora daqui meu amigo, não perca tempo.

Napoleão - empresário


>>Conheço o James há muito tempo, e sei que as circunstâncias atrapalharam sua carreira musical.Sua história parece bem com suas músicas.Grandes coisas para contar.Tenho certeza que você ainda será ouvido.

Seu amigo Egidio


>>Realmente, lendo estes depoimentos fica difícil acrescentar algo.O que sei, é que as suas musicas trabalhadas com músicos do seu gabarito, principalmente os lá de fora,que buscam coisas novas, ele seria reconhecido mundialmente.Seu trabalho é muito bom.

Paulinho - músico


>>Posso dizer, porque conheço o James a muito tempo.Ele é batalhador mesmo.E por incrível que pareça, não se preocupa em mostrar o seu trabalho musical, pelo menos por enquanto.Nos seus planos está em concluir as obras do seu estúdio e aí sim, envelhecer tocando e compondo suas belas músicas.Bem louco isto... Desejo-lhe toda sorte do mundo.

Do seu fã e admirador - Joe


>>Pela sua imensa criatividade e originalidade, tenho certeza, que ele poderia estar integrado em qualquer banda do mundo, e não faria feio e sim parte do sucesso. Grande Jimmy, abraços.

Rubinho - músico


>>Ele resolveu assumir seu verdadeiro nome, porque sei que Jimmy é o seu apelido.Quando toca é muito expressivo.Assisti e fotografei, muitas vezes as apresentações do Oficina G3 e gostei da sua performance, sua extrema sensibilidade e seus timbres requintados.

Décio - fotógrafo


Acredito, que a banda Oficina G3, ainda irá gravar alguma música dele.Quem sabe uma participação especial, porque sei que James tem um arsenal de musicas lindas

Everaldo


Um dos melhores duos que já vi, foi James Conway e Eder Sandoli.Isto já faz um certo tempo, mas ficou gravado na minha memória.Era incrível o que faziam juntos.Sons indescritíveis.Não sei como um trabalho tão notável passou despercebido.Além do mais, eles tinham o incentivo do grande mestre e saudoso maestro Luiz de Arruda Paes. Saudades

Gersinho - fã


Posso imaginar em um futuro próximo, um trabalho ligado a música instrumental, com James Conway e Juninho Afram. É ter a corda e a caçamba.Faço idéia como ficaria.Quem sabe um dia teremos este imenso prazer para os nossos ouvidos.

Serginho - fã Oficina G3


Assisti este cara tão especial, abrir a apresentação do Oficina G3 por duas vezes.Uma no Dama Xoc, sozinho com a sua guitarra e outra, no Palace, com o seu parceiro da época Eder Sandoli.Nas duas apresentações, o público, mais voltado ao rock ficou impressionado com o som. Olha... com um público aproximado de mais ou menos duas mil pessoas.

Paulinho - tecladista


Como disse Túlio Regis, o cara tem uma veia gringa mesmo.Suas músicas têm uma levada e pegadas geniais, que não vi em ninguém.

Marquinhos -fã Oficina G3


Segundo Fempom- Mongaguá Eu e toda a galera da época fomos assistir a participação do Jimmy no festival.Participaram com ele, seu amigo Edgar Scandurra, Mauricio (ex. ultraje a rigor) e outros músicos convidados.Foi uma excelente apresentação, ele até cantou...No final da noite a apresentadora do festival, a atriz Márcia Maria (Rede Globo), ficou encantada com o seu trabalho e o convidou para ir a emissora procurá-la. O meu querido e bom amigo, simplesmente não foi.... Foi o início das bandas, que estão no topo até hoje. Abraços

Seu amigão - Fábio